theblackcoma

theblackcoma

  • Informações da Banda

    theblackcoma

    theblackcoma

    Com cerca de um ano de palco, a The Black Coma é uma banda com vida própria. Com um álbum gravado, seis novas faixas em arranjo e o segundo clipe em produção, o ritmo de trabalho dos caras só aumenta, e os integrantes agora comemoram uma nova fase, com a chegada do baterista Gustavo Landgraf e a preparação do segundo álbum.

    Guto, como é mais conhecido, acaba de chegar de Araraquara e vem para substituir Rodrigo Arantes, o Plock, que sofreu um AVC dias depois do show de lançamento do primeiro disco. Após o susto e o luto, a banda continua o trabalho que começou em junho do ano passado, e que já rendeu à ela o prêmio Escolha da Galera e o segundo lugar na classificação geral da Batalha das Bandas 2016. Em homenagem a Rodrigo, a organização do Batalha das Bandas rebatizou o prêmio, que se chamará Troféu Plock Arantes, e a The Black Coma se apresenta este ano na competição como banda convidada.

    Com um som exclusivamente autoral, a The Black Coma é uma banda de rock alternativo, que flerta com o progressivo, hard rock e heavy metal, pesado e melódico quase na mesma proporção. É um som multifacetado e elaborado, feito por músicos experientes, com referências que vão de Deftones a Korn, passando por Rammstein e TwelveFoot Ninja, para citar algumas.

    Formada por Marcel Villalba (guitarra) Leandro Roncisvalle (guitarra) Manoel Pedro (baixo), Gustavo Landgraf (bateria) e Lotte Dichoff (vocal), a The Black Coma começou quando Marcel (ex-Mallone) e Leandro, decidiram que era hora de tocarem juntos, após admirarem o trabalho um do outro à distância. Os primeiros ensaios aconteceram no estúdio Degrau, e a coisa tomou forma naturalmente. O vocal ainda era uma incógnita, e foi em um telefonema às 03h da manhã que Leandro descobriu que Marcel tinha encontrado um candidato à altura. Murilo, que também é guitarrista, nunca tinha se aventurado nos vocais, mas bastou poucos ensaios para que encontrasse o tom, e hoje é ele quem escreve as letras.

    O conceito por trás da banda e a escolha do nome são uma metáfora. É como se as letras viessem da mente de um homem em estado de coma, que durante esse período não consegue diferenciar a realidade do imaginário, e se vê em diferentes lugares e dimensões. Como símbolo, a banda adotou o lobo, em uma referência ao lado negro do nosso ego, que escolhemos alimentar ou não. Murilo compõe em inglês, idioma que julga explorar melhor sua potência vocal, e o clima que sugerem.

    Com nomes como Closedeyes, Deja-vu e Bleed, as composições começam geralmente com os guitarristas, Leandro Roncisvalle e Marcel Villalba, e acabam lapidadas por todos os outros integrantes. “Acho que estamos em uma fase em que cada um se sente à vontade para criar e sugerir arranjos e elementos, sem competição. Todos só querem ver a banda crescer e evoluir, e esta é a linha de trabalho que a gente curte e que pretende manter”, frisa Leandro.

    Integrantes:
    Lotte - Vocal
    Fifo - Guitarra
    Leandro - Guitarra
    Manú - Baixo
    Gustavo - Bateria


    Telefone: 6799244490
    E-mail: [email protected]

    Origem: Campo Grande - ms (Brasil)

    Residência: Campo Grande - ms (Brasil)

    Estilo
    Metal Autoral

    Redes Sociais

  • Fotos

    tbc-5a78a8b09157e.jpg tbc-01-5a91f3d169b3b.jpg tbc-02-5a91f3e3b0542.jpg tbc-03-5a91f3fb7b0b4.jpg tbc-04-5a91f40b0436e.jpg tbc-05-5a91f41ba5851.jpg tbc-06-5a91f42b2e2b6.jpg
  • Músicas

  • Vídeo