Laís Marques
  • Informações da Banda

    Laís Marques

    Laís Marques

    Nascida em Ilhéus, e criada em Uruçuca, Laís Marques está no cenário musical há 15 anos. Sua carreira teve inicio em Itacaré, onde fez suas primeiras apresentações e residiu por 5 anos. Lá destacou-se na cena de barzinhos, e firmou-se como artista. Logo depois mudou-se para Ilhéus, a título de concluir sua graduação em Administração de Empresas. Atuou em diversos projetos com artistas locais, mantendo em paralelo, sua carreira solo.

    Em 2010 formou o grupo Soma3, junto aos também artistas ilheenses Eddy Oliveira e Brena Gonçalves. Grupo ficou marcado pelas releituras de clássicos da MPB, e harmonia entre os arranjos vocais e timbres distintos em sintonia. O grupo ficou ativo até 2014. Ainda, participou de dois outros projetos, a banda feminina “ÊH CRIOULA”, que durou pouco menos de um ano, com influência dos ritmos negros. E o “Trio Dona Fulô, projeto sazonal, baseando no forró pé de serra raiz.

    Laís, que identifica-se como artista da nova safra da MPB, que na verdade é a fusão dos diversos ritmos sem limitação de gênero, já compunha desde sua iniciação musical, e em 2013 resolveu apostar em um trabalho autoral, foi quando surgiu o Pão Francês, projeto resultante da parceria entre Laís e Brena, que reuniu canções de diversos períodos da vida das duas artistas em um único disco patrocinado pelos fãs - apoiadores, através do financiamento colaborativo chamado crowdfunding*. O projeto circulou por quase 3 anos, pela região e teve fim no inicio deste ano, 2015. Através desse disco as artistas ganharam grande reconhecimento na cena musical regional, e por ser um projeto nascido nas redes sociais teve também um bom alcance em nível nacional. Tanto que ate hoje, são lembradas pela parceria de sucesso. Ainda nesse processo de parcerias, surge em 2016 o grupo "A Procura, composto por Laís, Eddy Oliveira e Diego Schaun, projeto qu e defende 3 vertentes musicais, folk, axé e MPB, o grupo atua na cena até os dias atuais.

    Ao longo dos diversos projetos e sua carreira solo, a artista, já dividiu o palco com grandes nomes da Música Popular Brasileira, como, Guilherme Arantes, Vanessa da Mata, Maria Gadú, Jau, Scambo, Toquinho, Ivan Lins, Roupa Nova e Sam Alves, Alcione, Melim, O grande encontro, entre outros.

    Em seus feitos solos, Laís também se destacou nos últimos anos nos cenário dos festivais de música pelo Brasil. É a atual vencedora do Festival Internacional de Música do Descobrimento de Porto Seguro que teve sua última edição em 2013, com a música de “Brasileira pra batalha”, música que também lhe rendeu o prêmio de 3º lugar em Ibotirama no ano de 2014, e levou a artista a participar mais uma vez do Fenac – Festival Nacional da Canção em 2015, o maior festival de música do Brasil . Nos anos de 2013 e 2014 chegou as semifinais, do Fenac, festival que acontece em 5 cidades do estado de Minas Gerais. Chegou a ser a única representante da Bahia, ficando em 7º lugar em 2014, dentre mais de 3 mil músicas inscritas, com a canção “Fulô do sertão”. Em 2015 e 2016 participou do Fenac com a canção, "de brasileira pra batalha", e voltou as finais do festival em 2018 com a canção "tem mulher nesse forró".

    Em 2016 lançou seu primeiro disco solo. É um EP* intitulado de “MiMiMi”, com 5 canções autorais. A artista colhe bons frutos da aceitação do publico em seu trabalho. Na obra, a mesma, divide e assina a produção musical junto aos parceiros Eddy Oliveira e Thiago Loyd. Em suas apresentações, divide-se entre os formatos intimistas e balançados, com apresentações em barzinhos, bem como os shows com sua banda. A banda leva seu próprio nome em um trocadilho bem humorado, que diz ter usado, para tirar o vício de linguagem bem comum na região de intitular o artista solo de “fulano e Banda”, que resultou no nome, Laís e Os Marques.

    Para este 2017, Laís Marques lançou o single PRIMAVERA, que chegou junto com um clipe lindo, disponível no YOUTUBE, marcando os novos passos da artista.

    Para 2019, a artista prevê o lançamento de 5 músicas, que fazem parte da playlist "Tem assunto", projeto de disco virtual. E o retorno dos ensaios abertos do projeto "Laís e Os Marques", para aquecer a cena do litoral sul baiano, com relação as produções autorais.


    *crowdfunding: financiamento coletivo de um projeto ou de uma iniciativa através da angariação de contribuições monetárias de um número grande de pessoas com os mesmos interesses, realizada tipicamente pela internet e redes sociais, que tem contrapartidas, chamadas de recompensas, como retorno daquele que contribui para a realização do projeto ou iniciativa.

    *EP: significa ”Extended Play”. Na prática, trata-se de um CD com menos faixas que o tradicional (geralmente, de três a cinco)

    Integrantes:

    Downloads: Mapa do Palco Rider

    Telefone: 73991007719
    E-mail: [email protected]

    Origem: Uruçuca - ba (Brasil)

    Residência: Ilhéus - ba (Brasil)

    Estilo
    Uma mistura de rock, pop, soul e MPB. Não existe uma limitação sonora, o que torna o trabalho ainda mais hibrido.

    Redes Sociais

  • Fotos

    os-marques-lancamento-do-ep-mimimi-56a7dddf96056.jpg lais-e-os-marques-nov-2014-56a7de40489b6.jpg lais-e-os-marques-nov-2015-56a7de9f9b291.jpg face-00-56a7e0972c1ec.jpg 2-1-de-1-copia-58e5545e6aaba.jpg 27-1-de-1-58e555108e812.jpg img_5861_2-58e55e97aef8e.jpg img_5849_1-58e556393492a.jpg 6-1-de-1-58e55ed3cc883.jpg
  • Músicas

  • Vídeo