Henry Burnett Trio

Henry Burnett Trio

  • Informações da Banda

    Henry Burnett Trio

    Henry Burnett Trio

    Henry Burnett nasceu em Belém do Pará em 1971. Viveu na capital paraense até os 27 anos. Mudou para Campinas no ano seguinte, transferindo-se depois para o Rio de Janeiro e, por fim, para São Paulo; atualmente mora na cidade de São José dos Campos.
    Depois de um CD experimental, Linhas Urbanas, de 1996, gravou o disco Não Para Magoar – seu primeiro trabalho de carreira – resultante de uma seleção de canções compostas em 15 anos reunindo 12 faixas. O disco foi gravado em Belém em dezembro de 2005 e lançado no ano seguinte.
    Poucas semanas depois de seu lançamento no teatro Margarida Schiwazzappa, em Belém, o CD foi selecionado pela curadoria musical do SESC São Paulo e lançado no Projeto Prata da Casa, na unidade do SESC Pompéia, em 31 de outubro de 2006.
    Em 2007, gravou em Buenos Aires o disco Interior, em parceria com a cantora portenha Florencia Bernales. O disco reuniu as parcerias de Henry com o poeta Edson Coelho. O show de lançamento passou por São Paulo, Buenos Aires, Berlim e Belém.
    Em janeiro de 2010 gravou em parceria com o poeta Paulo Vieira o CD Retruque/Retoque. O projeto resultou de um convite do referido poeta paraense para que fossem musicados a cargo de Henry 12 poemas do livro, que havia sido contemplado com a Bolsa Estímulo da FUNARTE meses antes; a edição final resultou no livro/CD Retruque/Retoque lançado em agosto de 2010.
    Em 2011 gravou seu primeiro DVD, Por Uns Tempos, em comemoração pela passagem dos seus 40 anos, no Teatro Cláudio Barradas, em Belém.
    Em 2012, produziu junto com o músico e poeta paulistano Julio Luchesi o álbum experimental Depois da revoada.
    Em 2014 gravou o videoclipe “Oswald Canibal”, com produção da Fóton Filmes e do CLIC, e lançado no II Festival Audiovisual de Belém, no cinema Olympia; o projeto foi realizado através do processo de Financiamento Coletivo, também conhecido como Crowdfunding.
    Em 2017, lançou o álbum Belém Incidental, com produção de Fábio Cavalcante e Renato Torres. O disco foi lançado em janeiro de 2017 no SESC Boulevard, em Belém, por ocasião do aniversário de 450 anos de Belém.
    Musicou poemas de Friedrich Nietzsche, Fernando Pessoa e Hilda Hilst para diversos projetos paralelos.
    Além de seu trabalho como cantor e compositor, Henry Burnett é professor de filosofia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), onde desenvolve projetos de pesquisa sobre música contemporânea e sobre a canção popular. Publicou diversos artigos a partir do cruzamento entre a filosofia da música de Friedrich Nietzsche e Theodor Adorno e os desdobramentos da música comercial do século XX e XXI.
    É autor do livro Cinco prefácios para cinco livros escritos: uma autobiografia filosófica de Nietzsche (Tessitura Editora, Belo Horizonte, 2008), da coletânea de ensaios sobre filosofia e música, Nietzsche, Adorno e um pouquinho de Brasil (Editora Unifesp, 2011) e do volume da Coleção Leituras Filosóficas da Editora Loyola Para ler O Nascimento da Tragédia de Nietzsche (2012).

    Integrantes:
    Henry Burnett: violão, guitarra e voz
    Diego Prado: bateria e percussão
    André Pontes: baixo

    Downloads: Mapa do Palco Rider

    Telefone: 98210-7256
    E-mail: [email protected]

    Origem: Belém - pa (Brasil)

    Residência: São José dos Campos - sp (Brasil)

    Estilo
    Música Brasileira

    Redes Sociais

  • Fotos

    29369460756_f0619f6a8f_o-5b47e72cc4e06.jpg 29324536041_8930e7647d_o-5b47e752a166d.jpg 33536916963_015f0cf8fb_o-5b47e789e54d9.jpg 34216799441_79bd902986_o-5b47e7e2ba484.jpg
  • Músicas

  • Vídeo