oportunidades


Festival

GRITO ROCK 2018 - DOURADOS

cartaza3_gritorockmsmusica2020_dourados-5ac02e3000359.jpg

FESTIVAL GRITO ROCK EM DOURADOS

A ideia de promover o festival em Dourados surgiu em 2011, a partir da necessidade de ampliar espaços de produção alternativa de música, artes plásticas, artes cênicas entre outras, visto que a cidade sofre com a escassez de espaço físico para a circulação desses grupos. Na primeira edição foram escolhidas 30 bandas de 149 inscritas, estas tocaram diversas vertentes do rock do dia 25 a 27 de março de 2011, no Universitário’s Rock Bar.
Em 2013 Dourados teve sua segunda edição do festival, que ocorreu nos dias 01, 02 e 03 de março, continuando com o intuito de dar incentivo à participação de grupos independentes da região da grande Dourados e demais localidades do Estado, país e mundo, dando oportunidade para que os artistas locais saiam das garagens de suas casas e mostrem seus trabalhos, possibilitando a visibilidade destes em toda a rede do festival.
Lembrando que no Mato Grosso do Sul em 2013 a única cidade que sediou o Grito Rock Mundo 2013 foi Dourados, ocupando desde o início do mês de fevereiro, diversos espaços públicos da cidade (praças e parques), com debates, saraus e oficinas que tiveram seus resultados obtidos expostos no festival. O festival ocorreu durante três dias (01, 02 e 03 de março) na Praça do Cinquentenário.
No palco do Grito, tanto sul-mato-grossenses como bandas vindas de outros Estados brasileiros proporcionam uma riquíssima troca cultural entre os artistas e equipe envolvidos. Além da música, o festival abriu espaço para intervenções cênicas, ambientais (através da campanha Grito Verde), circenses e das demais artes. Promovendo a conectividade e o livre pensamento do movimento colaborativo, o festival busca colocar o público douradense próximo a movimentos artísticos que encontram poucos espaços de ampliação.
Incentivando mais que a cena musical independente, o Grito Rock apoia movimentos visuais, cênicos, literários entre outros, que buscam por meio de sua arte promover a discussão relacionada às questões ambientais, sociais e políticas. Sendo assim, ocorreram tanto na primeira, quanto na segunda edição debates direcionados ao desenvolvimento de um mundo sustentável, respeitando a diversidade cultural e étnica atuando como agente questionador/disseminador de novas tecnologias de produção de arte livre, colaborativa e integrada.
Em 2014 a organização do Festival Grito Rock Dourados deu continuidade a todos os princípios e bases ideológicas das edições anteriores, mantendo inclusive a Praça do Cinquentenário como o palco dos três dias de festival, datados para os dias 28, 29, 30 de março, se consolidando assim, no calendário oficial da cidade como uma importante ação dos artistas locais em prol da cultura independente de Dourados. Ainda em 2014, a Câmara de Municipal de Dourados concede aos produtores e equipe do festival uma moção honrosa pelos serviços prestados à sociedade artística sul-mato-grossense.
Em 2015, o Grito Rock ampliou ainda mais a presença do festival na América Latina, sua a força na África, Europa e Ásia, e chega pela primeira vez à Oceania. No Estado do Mato Grosso do Sul a novidade ficou por conta da articulação entre as cidades do interior que se organizaram em caravanas para participar do Grito Rock em Dourados, possibilitando assim a criação de rotas que facilitam a circulação dos grupos. Além disso, foi ofertadas residências artísticas para bandas na Casa dos Ventos, bem como ações em permacultura, bioconstrução, eco-educação e consciência ambiental durante os meses de fevereiro e março.
em 2016, a expectativa para o evento aumentou se consolidando no cenário estadual como o principal festival colaborativo de artes integradas. O sucesso do festival na cidade, também vem proporcionando uma visibilidade não apenas no cenário independente de Mato Grosso do Sul, como à nível nacional.

-Lançamento VI Festival Grito Rock – Palestra Paulo André/PE e show case
Data: 08 de abril
Horário: 19h
Local: Teatro Municipal de Dourados

-Grito Verde – Vivência em práticas agroecológicas e bioconstrução
Data: 14 de abril
Horário: 08h as 18h
Local: Rede Cultural e Ecológica Casa dos Ventos

- Cine Grito – Mostra de curtas sobre o cenário artístico regional e nacional
Data: 15 de abril
Horário: 19h
Local: Rede Cultural e Ecológica Casa dos Ventos

- Grito Littera – café filosófico
Data: 21 de abril
Horário: 18h
Local: Rede Cultural e Ecológica Casa dos Ventos

- Grito D’Ellas – roda de conversa e exibição de curtas
Data: 22 de abril
Local: Rede Cultural e Ecológica Casa dos Ventos

- SHOWS FESTIVAL GRITO ROCK e GRITO HIP HOP
Data: 05 de maio
Horário: 16h
Local: Praça do Cinquentenário

Obs.: Neste dia, estaremos encerrando o festival e a todas as outras campanhas realizadas durante o mês de abril estarão com stands e farão intervenções na praça.

Condições

Hospedagem Sim
Alimentação Sim
Transporte local Sim
Transporte entre cidades Sim
Cache Não

Restrições

Inscrições encerradas!


Artistas Inscritos

Valveline

Valveline

casacasta

casacasta

stress city

stress city

Dirty Shot

Dirty Shot


USVERSUS

USVERSUS

clivol

clivol

Aknus

Aknus

Infernal Mutilation

Infernal Mutilation