Blog

DJAMBÊ TOUR NORDESTE: ROCK MACUMBA ENCONTRA LAMPIÃO

O cenário de festivais independentes do nordeste ferve nesse segundo semestre, são mais de 6 eventos programados pros próximos seis meses. A banda mineira Djambê pegou esse bonde e iniciou uma tour do seu novo CD “ENCRUZILHADAS” pela região e vai passar por vários desses festivais.

Ocupando os centros culturais das cidades que passam, a banda faz um barulho por onde vai passar como no último show realizado no CUCA Jangurussu, feito na última quarta (28). Mas o som do Rock Macumba já deu a sua primeira parada na Feira da Música de Fortaleza, aonde se apresentam na Praça do Ferreira. A agenda dos mineiros ainda vai passar pelo Festival Mundo (PB) no dia primeiro de novembro.

A gente falou com eles pra saber como tá sendo esse processo de circulação pelo nordeste, sobre o novo CD recém-lançado, o cenário independente e também para saber as próximas novidades! Confere aí ;)

O que vocês podem falar desse novo disco?

O Encruzilhadas, nosso segundo disco cheio, tem como fio condutor a busca pelo autoconhecimento e a quebra de paradigmas através de questionamentos. A partir do momento que nos fazemos uma pergunta novos caminhos são possíveis, nos colocando numa encruzilhada e só assim mudanças acontecem. A proposta é desconstruir os próprios preconceitos e opressões aprendidos culturalmente (racismo, sexismo, especismo, homofobia… ) e fazer a verdadeira revolução, que é a revolução interna, aliando discurso e ação, ou seja, sendo coerente.

Como está sendo tocar no nordeste, e como o público recebeu o som a banda?

Está sendo uma experiência muito boa! Agendar oito shows, articular hospedagem, alimentação e transporte foi um desafio que exigiu de nós uma organização e um planejamento que não tínhamos experimentado ainda. O público tem sido bem receptivo. Tivemos feedbacks positivos tanto da parte artística quanto do conteúdo do show, deu pra perceber que nossa mensagem está chegando nas pessoas.

Como enxergar esse cenário de festivais independentes, e qual a importância pra bandas?

É um cenário muito diverso, que contempla diversos recortes estéticos, e com uma lista gigante de nomes. Acho que esses festivais são de grande importância, pois possibilitam a circulação das bandas independentes e as colocam em contato direto com seu público. Essa turnê foi pensada a partir da nossa seleção para dois grandes festivais independentes, a Feira da Música (Fortaleza/CE) e o Festival Mundo (João Pessoa/PB) depois disso articulamos mais seis shows em cidades próximas, montando assim nossa rota.


Comentários


Comente